Translate

domingo, 28 de fevereiro de 2016

Hattie McDaniel, a primeira atriz negra a ganhar o Oscar!

 
      No momento em que muito se discute sobre a falta de diversidade no Oscar, eis uma mulher do cinema para todo mundo conhecer: Hattie McDaniel, a primeira negra a ganhar o prêmio, em 1940.
      Na época, o cenário era ainda pior: McDaniel recebeu o Oscar em um hotel que sequer permitia a entrada de negros.
      Esta história é contada em uma ótima reportagem da revista “The Hollywood Reporter”, que retoma a carreira de McDaniel, conversa com seus familiares e relembra como foi o momento em que ela ganhou o Oscar de atriz coadjuvante por “E o Vento Levou…”.
      De acordo com a revista, o produtor do filme, David O. Selznick, teve de pedir um favor para conseguir que McDaniel entrasse no Ambassador Hotel, em Los Angeles, onde a cerimônia foi realizada. Mas ela não pôde se sentar junto dele e do restante do elenco de “E o Vento Levou…”, como Vivien Leigh e Clark Gable. A atriz ficou em uma pequena mesa no fundo do salão, junto com seu acompanhante, F.P. Yober, e seu agente, William Meiklejohn.

Diz a reportagem:

“Uma lista de vencedores vazou antes da cerimônia, então a vitória de McDaniel não surpreendeu. Ainda assim, quando ela recebeu a placa que era dada aos coadjuvantes, o salão ficou repleto de emoção, escreveu a colunista Louella Parsons: ‘Você teria ficado com a voz embargada como todos ficamos.’
Filha de dois ex-escravos, [McDaniel] fez um discurso gracioso: ‘Devo sempre manter [o prêmio] como um farol para qualquer coisa que eu possa fazer no futuro. Espero sinceramente que eu possa sempre ser um ganho para a minha raça e para a indústria do cinema.”


      McDaniel nasceu em 1895, no Estado americano do Kansas. Com irmãos atores, começou a se apresentar em clubes e estreou no cinema em 1932. O primeiro papel creditado foi em “Judge Priest”, de 1934. A fama veio cinco anos depois, com “E o Vento Levou…”, no qual interpretou Mammy, a escrava que cuida de Scarlett O’Hara.
      O Oscar não foi capaz de diversificar os papéis de McDaniel. De acordo com o Hollywood Reporter, a atriz interpretou domésticas em 74 de 94 trabalhos listados no Imdb. Por isso, foi criticada por muitos negros, que a acusavam de reforçar estereótipos.

“Ela teve de aguentar perguntas da comunidade branca e da comunidade negra”, disse Mo’Nique, que homenageou McDaniel quando ganhou seu Oscar, em 2010, por “Preciosa”.

      No fim dos anos 1940 McDaniel fez sucesso em um programa de rádio, “Beulah” – o primeiro dos EUA a ser protagonizado por uma mulher negra. Morreu em 1952, aos 57 anos, de câncer de mama.

Seu último desejo foi ser enterrada no Hollywood Forever Cemetery, como várias estrelas de Hollywood, mas o pedido foi negado por ela ser negra. Em 1999, a família conseguiu que um memorial em sua homenagem fosse colocado no local. 
 

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

A Questão entre Palestina e Israel

      A Questão entre Israel e Palestina se remonta desde a antiguidade, pois os dois entram em choque não é de hoje, os Filisteus (Palestinos) e os Hebreus (Israelenses), Os Hebreus conquistam os Filisteus na Antiguidade e se situam no atual território, mais tarde os Hebreus viram alvo de perseguições do Antigo Império Egípcio, dos Persas, Mesopotâmicos e mais tarde do Império Romano, com isso se espalharam pelo mundo fugindo dessas perseguições e principalmente da perseguição católica que queria se legitimar como única religião.
      Na 2° guerra mundial Hitler reacende esse sentimento contra os Judeus e os perseguem onde o mesmo defendia que a praga da Alemanha eram os Judeus. Hitler massacra os Judeus e os perseguem descontroladamente. Com o fim da 2° guerra mundial Israel reivindica a criação do Estado Palestino e a ONU com pressão dos Estados Unidos da América os concede e os situam segundo os Judeus em um território que são deles por direito, Território esse que fica entre Líbano, Egito e Palestina, com o tempo Esses três países perdem territórios de uma forma drástica para Israel sendo o mais Prejudicado os Palestinos que além de perderem seu território ainda teriam que aceitar o Estado de Israel.

Veja o mapa abaixo da ocupação israelense:

      Após o fim da 2° guerra 1945, em 1946 perceba a extensão territorial da palestina em 1947 com a resolução da ONU o avanço de Israel, e em 2000, quase todo território que era Palestino hoje é israelense.

      Imagine alguém invadir o seu terreno, construir uma casa e com o tempo tomar na marra seu quintal, destruir sua cultura, roubar as economias de sua família que estavam escondidas em um cofre dentro de sua casa e além do mais fazer você reconhecer esse “invasor” em um território que é seu por direito? Complicado né!
      Agora vamos pensar como se fossemos palestinos, perderam sua nacionalidade, cultura e suas riquezas e além do mais para judeus na sua maioria com traços Ocidentais.
A causa entre Israel e Palestina não vai se resolver de uma hora para outra, pois como vimos esse conflito vem desde a Antiguidade, e o mais difícil é que Israel tem o apoio dos EUA, país que fora Israel tem a maior comunidade Judaica do Mundo e por razões econômicos, políticas, estratégicas e religiosas também tem seu apoio.
      Quando o ex - Presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, disse não ter existido o holocausto, os judeus ficaram arrepiados de raiva. Mas, porque razão eles ficam assim com tanto repúdio, uma vez que eles próprios levam a cabo um verdadeiro holocausto na Palestina há tantos anos! Uma verdadeira hipocrisia! E hipócritas são, também, muitos dos governantes mundiais que ora condenam uma ou outra das partes envolvidas, mudando até mesmo de lado conforme a direção dos ventos.
     A Realidade é que o povo deste Planeta tem que começar a inteirar-se sobre as realidades de problemas como este e pressionar os seus respectivos governantes a debater e a agir com lucidez sem que sejam alienados por interesses políticos de outros países.
Edgard Brasil

domingo, 21 de fevereiro de 2016

O dia em que a Justiça obrigou a Globo pedir desculpas ao vivo a Leonel Brizola!

Vídeo inédito que mostra o dia em que a justiça deu causa ganha ao falecido Governador Leonel Brizola e obrigou a Globo pedir desculpas no AR. Cid Moreira na época, único ancora, foi obrigado a falar no ar.


quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

A Fuga da Corte Portuguesa para o Brasil


      Como uma rainha louca, um príncipe medroso e uma corte corrupta enganaram Napoleão e mudaram a História de Portugal e do Brasil?
      Imagine um dia ao você acordar receber a noticia de que o Presidente do Brasil fugiu para o Haiti as pressas escoltados por caças Estadunidenses levando consigo todos os seus ministros e superiores do tribunal da justiça, deputados, senadores e alguns dos maiores líderes empresariais do país. Fugindo do domínio Chinês, pois o Brasil não quis aceitar seu bloqueio comercial com os EUA.

      O povo iria se sentir desamparado e traído pelo seu líder o presidente da república, depois dessa primeira sensação começaria as revoltas internas da população. E foi assim que os Portugueses se sentiram na manhã de 29 de novembro de 1807, quando circulou a informação de que a rainha, o príncipe regente e toda a corte estavam fugindo para o Brasil sobre proteção de toda a marinha britânica, nunca algo semelhante tinha acontecido na História.


O que levou D. João a tomar essa decisão?

      D. João reinava como regente em nome de sua mãe, conhecida como Dona Maria I a Louca, pois essa sofria de grandes distúrbios mentais e por isso fora afastada do poder e Dom José irmão de Dom João VI era quem estava sendo preparado para assumir o poder, mas D. José vem a falecer de Varíola e D. João é pego de surpresa tendo que assumir um governo totalmente despreparado e além de todos esses problemas D.João vivia uma briga conjugal com sua esposa mandona Carlota Joaquina no qual os dois viviam separados e o pior Napoleão Bonaparte colocava todos os reis da Europa de joelhos fazendo com que os devessem obediência os que não aceitavam eram decapitados, resumindo o mundo caía em sua cabeça.

O Que era o Bloqueio Continental? 
Foi a proibição proposta pelo então imperador Napoleão I da França, com a emanação, a 21 de novembro de 1806, do decreto de Berlim, que consistia em impedir o acesso a portos dos países então submetidos ao domínio do Primeiro Império Francês (1804-1814) a navios do Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda. Ou seja, impedia os países de comercializar com a Inglaterra.

Pontos negativos da Fuga de Dom João VI:
     Portugal ficou largada, o povo passando necessidade e ficou a mercê das Tropas de Napoleão Bonaparte, a independência do Brasil é marcada pela elite, Para ser reconhecido oficialmente, o Brasil negociou com a Inglaterra e aceitou pagar indenizações de 2 milhões de libras esterlinas a Portugal. A Inglaterra saiu lucrando, tendo início o endividamento externo do Brasil, Quando D. João VI retornou a Lisboa, por ordem das Cortes, levou todo o dinheiro que podia — calcula-se que 50 milhões de cruzados, apesar de ter deixado no Brasil sua prataria e a enorme livraria, com obras raras que compõem, hoje, o acervo básico da Biblioteca Nacional. Em consequência da leva deste dinheiro para Portugal, o Banco do Brasil, fundado por D. João VI em 1808, faliu em 1829.

Pontos Positivos:
      Dom João cria no Brasil: A Academia Brasileira de Belas Artes, Teatro São João, Jardim Botânico, Biblioteca Nacional, Banco do Brasil, importantes escolas e liceus, festividade carnavalesca, funda o Banco do Brasil e o principal, o Brasil de Colônia passa a Metrópole e com isso começa o ensaio para a Independência do Brasil.

A Quarta Feira Negra
      No dia 26 de Abril de 1821, Dom João parte do Rio de Janeiro com destino a Portugal chorando e deixa claro em manuscritos que se dependesse só dele ele ficaria, Dom João dizia em seu embarque que O Brasil podia viver sem Portugal mais não ao contrário e alertava que a partida dele levaria o Brasil a Independência, um ano depois o Brasil se torna independente em 1822 de Portugal.
Edgard Brasil

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

Como nasceu o Estado Islâmico?


     Neste singelo vídeo eu abordo não só como surgiu o Estado Islâmico mas também outros grupos terroristas no Oriente Médio e Norte da África. Fazendo uma retrospectiva da Antiguidade até os dias atuais, abordando os grandes Impérios que existiram nas regiões, a Partilha da África, a Primeira Guerra Mundial, Segunda Guerra Mundial, o início da Guerra Fria, os interesses dos EUA, França, Inglaterra e Rússia nas regiões do Norte da África e do Oriente Médio.

      Saindo do isolacionismo midiático que coloca a criação dos grupos terroristas como isolados e únicos vilões, mas mostrando os interesses econômicos e políticos que há por trás desses grupos terroristas e países.

     

A morte de Napoleão Bonaparte

      Ao vencerem Napoleão Bonaparte na batalha de Leipzig, as nações que lutaram contra o célebre general esperavam enterrar de vez as promessas liberais que fomentaram a chegada deste militar ao poder. Após a derrota de Napoleão houve o cuidado de isolar o imperador francês na ilha de Elba. A precaução aparentemente exagerada acabou por justificar-se quando Napoleão fugiu e voltou a França no chamado “Governo de Cem Dias”.

       Tentando reassumir o poder, Napoleão Bonaparte acabou novamente derrotado na Batalha de Waterloo. Desta vez, preocupados em não cometer o mesmo equívoco, as forças que o venceram decidiram isolá-lo na ilha de Santa Helena, situada no Atlântico Sul. A grande preocupação da época era anular a figura de Napoleão sem que para isso fosse necessário matá-lo. Isso porque a morte pela espada poderia conferir ao antigo imperador a condição de mártir do ideário liberal.

      A versão oficial da morte de Napoleão, baseada numa autópsia, é de que o imperador morreu no dia cinco de maio de 1821, aos 51 anos, devido a um câncer no estômago, exilado na Ilha da Santa Helena. Uma outra versão, conhecida como teoria da conspiração, diz que Napoleão teria sido envenenado pelos britânicos ou pelo seu confidente, o conde Charles de Montholon, que teria sido pago por franceses temerosos do retorno de Napoleão a Paris. A evidência científica da teoria da conspiração se baseia numa análise química feita em 2001 numa mecha de cabelos que teria sido recolhida após a morte de Napoleão. A análise registra traços de arsênio. Há uma lenda que diz que Napoleão foi enterrado sem o pênis, amputado horas depois de sua morte. Depois de 170 anos a relíquia apareceu nos Estados Unidos, guardada por John Lattimer, professor de Urologia da Universidade de Colúmbia, em Nova Iorque. A amputação teria sido feita pelo médico francês Francesco Antommarchi, despachado para Santa Helena para cuidar do mal que acabou por matar Napoleão. Antommarchi, um anatomista que pouco entendia de doenças, irritou o intempestivo corso, que o recebia a cusparadas e insultos. "Foi a vingança do médico", disse Lattimer. Embora seja provável, não está provado que tenha sido o médico que fez a autópsia, Dr. Francesco Antommarchi, a subtrair o órgão genital de Napoleão. Na sala estavam presentes dezessete testemunhas, sete médicos ingleses, duas criadas de Napoleão, um padre de nome Vignali e ainda um servo árabe de nome Ali. Haveria, portanto, 29 suspeitos. Embora os rumores persistam até os dias de hoje, a tal amputação nunca foi comprovada.


O Túmulo de Napoleão Bonaparte encontra-se na cúpula de Os Inválidos (Paris). O caixão é feito de pórfiro vermelho importado da Rússia.





quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

A Filósofa Viviane Mosé comenta o discurso único da imprensa


      No Observatório da Imprensa a filósofa critica a maneira como a imprensa noticia os desdobramentos da crise brasileira e os impactos de outras crises mundiais no Brasil.
       "Nós não temos uma notícia sobre o perigo da instabilidade econômica mundial, da situação da Europa, da situação dos EUA, da China, e o que significa o Brasil ali. Então, a crise brasileira é vista isoladamente, ela não tem contexto", comentou a filósofa Viviane Mosé no Observatório da Imprensa. Confira a entrevista completa sobre o discurso único adotado pela mídia:

O Terremoto Socialista atinge os EUA


      Bernie Sanders ganhou de Hillary Clinton, 09/02/2016, as primárias de New Hampshire. E quando subiu ao palco em um colégio de Concord, a pequena capital do Estado, para comemorar a vitória, o público presente começou a bater os pés no chão como se quisesse provocar um terremoto. O sanderismo ainda não atingiu a categoria de um sismo, pois a ex-secretária de Estado, apesar do tropeço, continua favorita na corrida pela Casa Branca, mas já está claro que não será exatamente um passeio.

      O motivo disso é um veterano esquerdista de 74 anos que capitalizou o descontentamento social e tem crescido entre os jovens, com quem Hillary Clinton empatou em Iowa e de quem perdeu agora. Não há nenhum terremoto, mas as placas tectônicas se movimentam.

      A vitória representa uma injeção de adrenalina na revolução sanderista, para a esquerda pura, a trajetória política do movimento Occupy Wall Street, que em 2011 eclodiu nos EUA.

      Sanders lota os comícios, ataca Wall Street e os ricos, promete saúde e ensino público gratuitos para todos e vê a revolução contra a elite, não como um ideal, mas como uma necessidade urgente. Nascido no distrito do Brooklin, em Nova York, em 1941, possui um perfil comparável ao de Jeremy Corbyn no Partido Trabalhista britânico. Ele cresceu apoiando-se na exaustão da população, na crise da classe trabalhadora dos Estados Unidos e de um voto jovem, para o qual falar em socialismo já não significa alta traição. Clama por uma revolução e promete ser o açoite de um establishment que muitos progressistas identificam com Clinton.
      O Avanço de Sanders não assusta, pois a pobreza vem crescendo assustadoramente nos EUA, grupos como a KKK ressurgem empregando o ódio contra latinos, negro, asiáticos e homossexuais e vivem a maior crise da saúde de sua história.
 
      Uma coisa é certa os países latinos americanos, principalmente o Brasil deveriam estar ligados nessa eleição. Trump sendo eleito, latinos, negros, árabes e asiáticos sofrerão a maior perseguição desde a segunda guerra mundial. Sem falar as empresas americanas que aqui atuam que o mesmo pretende colocar nosso governo na parede para ceder novos incentivos e isenções fiscais. 

Edgard Brasil

Entrevista completa de Edward Snowden

Sonia Bridi entrevista Edward Snowden. Ex-agente da NSA que conta por que resolveu revelar o esquema de espionagem americano e materiais sigilosos do programa de vigilância PRISM da Agência de Segurança Nacional dos Estados Unidos aos jornais The Guardian e The Washington Post.

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

Em pleno século XXI, EUA convivem com a Peste Negra, que matou milhões na Idade Média.

 
      A chamada peste negra causou cerca de 50 milhões de mortes na África, Ásia e Europa no século XIV. A epidemia na Idade Média dizimou metade da população européia. O último surto em Londres foi a Grande Praga de 1665, que matou um quinto dos moradores da cidade. Depois houve uma pandemia na China e na Índia no século XIX, que ceifou mais de 12 milhões de vidas.

     A doença, contudo, não ficou relegada ao porão da história. Ainda é endêmica (mantida sem necessidade de contaminação do exterior) em Madagascar, na República Democrática do Congo e no Peru. E o mais surpreendente é que ela ainda mata pessoas nos EUA. Até o momento há registros de 15 casos no país em 2015, com quatro mortes - ante uma média de sete casos por ano neste século, segundo o Centro para Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês) do governo americano.

       A bactéria responsável pela doença - Yersinia pestis - entrou nos EUA em 1900, por meio de barcos a vapor infestados de ratos, de acordo com Daniel Epstein, da Organização Mundial da Saúde (OMS).

"A praga era bastante presente (nos EUA), com epidemias em cidades portuárias da costa oeste. Mas o último surto urbano da praga foi em Los Angeles em 1925. Daí se espalhou por meio de ratos do campo, e assim se entrincheirou em partes do país", afirma Epstein.

      Se não for tratada, a doença tipicamente transmitida a humanos por pulgas - tem um índice de mortalidade de 30% a 60%. Antibióticos, contudo, são efetivos se há diagnóstico precoce. Mais de 80% dos casos nos EUA são de peste bubônica, a forma mais comum da doença, que afeta os nódulos linfáticos e causa gangrena. Há outros dois tipos, a séptica, que causa infecção no sangue, e a pneumônica, que afeta os pulmões.
      
      A doença pode ser difícil de identificar em seus estágios iniciais, porque os sintomas, que normalmente se desenvolvem após sete dias, parecem com o de uma gripe comum - um teste de laboratório pode confirmar o diagnóstico. A maioria dos casos ocorre no verão, quando as pessoas passam mais tempo em áreas externas.

"O conselho é se precaver contra mordidas de pulgas e não manusear carcaças de animais em áreas endêmicas da praga", diz Epstein.
     Essas áreas nos EUA são os Estados do Novo México, Arizona, Califórnia e Colorado, segundo o CDC.  Todos os casos de 2015 no país foram registrados nesses Estados, ou outros Estados a oeste do meridiano 100, que divide o país no meio - Amesh Adalja, um especialista em doenças infecciosas da Universidade de Pittsburgh, refere-se a esse meridiano como a "linha da praga".

"O cão-da-pradaria (mamífero roedor) é o principal meio de transmissão da praga, e ele se concentra a oeste do meridiano 100", diz Adalja. A geografia e o clima do oeste dos EUA favorecem a presença desses roedores, e como eles são "animais sociais", acabam contribuindo na proliferação de pulgas infectadas.

     O furão-do-pé-preto e o lince-do-Canadá são outras espécies suscetíveis, afirma Danielle Buttke, epidemiologista do Serviço Nacional de Parques dos EUA.

      A única doença humana erradicada até o momento, a varíola, não existe em animais. O mesmo ocorre com a poliomielite, que a OMS trabalha para erradicar, mas ainda é endêmica em três países - Nigéria, Afeganistão e Paquistão (e também na Síria desde a atual guerra civil).

      Por outro lado, cientistas no Centro Nacional de Saúde da Vida Selvagem dos EUA vêm trabalhando com parques no desenvolvimento de vacinas orais para proteger furões-do-pé-preto e cães-da-pradaria - esses últimos parecem preferir iscas com sabor de manteiga de amendoim.

      Uma vacina injetável para os furões também foi criada. Isso abre a possibilidade de eliminar a doença nesses animais, ao menos nos parques nacionais mais visitados dos EUA.

      A pesquisa sobre a doença está em um estagio "vibrante", afirma Adalja, com cientistas trabalhando em diagnósticos e vacinas humanas efetivas. Isso ocorre porque a praga foi classificada como uma "arma biológica categoria A", segundo o pesquisador. Uma média de sete casos por ano é uma coisa, mas o risco de uma guerra biológica, ainda que remoto, é algo bem diferente. 







Fonte.

domingo, 7 de fevereiro de 2016

Onde está a Ética de Sérgio Moro, da Rede Globo e da Polícia Federal?






       Dalton Moro, esse que aparece na foto em preto e branco é pai de Sergio Moro ''juiz'' da Gestapo do PSDB. Você sabia que o pai de Sérgio Moro (Dalton Moro), foi o fundador do PSDB na cidade de Maringá no Paraná? Você sabia que a esposa de Sérgio Moro é advogada do PSDB e Advogada da maior concorrente da Petrobras? Você sabia que o primo de Sergio Moro financiou a campanha de Beto Richa para governador do Paraná em 2014? Sergio Moro por ser um ''militante tucano'' deveria ser exonerado do cargo de juiz federal. Sérgio Moro filho de tucano, casado com Tucana, juiz tucano, só poderia dar no que esta dando. Todos do PSDB soltos para continuarem roubando sobre a proteção de Sérgio Moro e sua equipe. Creio que isso explique muita coisa para quem tem dúvida porque só o PT é investigado. 
     Aécio Neves já foi delatado na Lava Jato 4 vezes. FHC delatado por Cerveró por ter recebido mais de US$ 100 Milhões de dólares . Álvaro Dias delatado. ACM neto delatado, se quer algum desses foram indiciados.
      Cidadãos brasileiros. A mídia acoberta esse partido e a Polícia Federal também de forma descarada, será que somente poucas pessoas estão vendo isso ou a grande parte dos brasileiros já se tornaram tão manipuláveis pela Globo que já não conseguem mais pensar sozinhos ou ligar os fatos?

Edgard Brasil
Comentários com xingamentos, ofensas e qualquer tipo de agressão escrita que afete a integridade física e psicológica dos membros desse Blog, serão denunciados, bloqueados e removidos!

sábado, 6 de fevereiro de 2016

"A Ignorância é uma Benção!"



Leandro Karnal, (São Leopoldo, 1º de fevereiro de 1963) é um historiador brasileiro, atualmente professor da UNICAMP na área de História da América. Foi também curador de diversas exposições, como A Escrita da Memória, em São Paulo,tendo colaborado ainda na elaboração curatorial de museus, como o Museu da Língua Portuguesa em São Paulo.Graduado em História pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos e doutor pela Universidade de São Paulo, Karnal tem publicações sobre o ensino de História, bem como sobre História da América e História das Religiões.

A Farsa do vencer na vida!

    
       Quantos de nós já não deve ter escutado ao longo de nossas vidas a frase: "Você precisa ser alguém para vencer na vida." Só que por trás dessa frase que parece inofensiva está uma vida de escolhas, rejeição, mágoas, infelicidades, inimizades etc.

      Hoje dirigindo estava pensando em meio ao engarrafamento o quanto as pessoas são prisioneiras de suas escolhas e de bens materiais. Ao longo desses meus 29 anos de vida, convivi e conheci pessoas riquíssimas que empenharam suas vidas para construírem verdadeiros impérios e não puderam conviver, acompanhar e compartilhar as coisas mais simples da vida e as que verdadeiramente nos marcam. Vi homens poderosos se lamentarem por não poderem acompanhar o crescimento do seu filho e para cobrir sua ausência tiveram que pagar babas, escolas integrais, colônias de férias entre outros.

      Mulheres poderosas que não conseguiam amamentar seus filhos e usavam do dinheiro para sanar essa ausência. Vi pessoas que com um instalar de dedos conseguiam movimentar o mundo, mais não conseguia se livrar de um câncer, uma Aids ou até mesmo salvar a vida de um ente querido.
      Nesses meus 29 anos de vida e 8 atuando como professor nas comunidades mais carentes e selvagens do Rio de Janeiro, vi pessoas que tinham o básico do básico e serem felizes por estarem junto de seus entes queridos, poder levar seu filho (a), a escola, a um parque. Pessoas dando o pouco que tinham em suas despensas para ajudar o seu vizinho, por estar desempregado ou não ter como naquele mês levar o mínimo de dignidade para sua família. Vi também pessoas riquissimas dispensarem seus funcionários por centavos em que pagou errado uma fatura de sua empresa.
      Não sou religioso e nem religião tenho e apesar de por parte de mãe ser de familia católica e evangélica e por parte de pai ser de familia católica e do Candomblé, só acredito em Deus e mais nada sem vínculos com nenhuma religião. Mas cheguei a conslusão de que onde aprendemos a dar valor o nosso bem mais precioso é nas periferias, comunidades carentes e quem fez isso com maestria foi Jesus Cristo nos ensinando o que é ser ser humano.
      Para sermos felizes não precisamos ter milhões em contas bancárias, tirar vidas por ganância, dar a vida por um emprego ou um objetivo de vida. Mais sim nos basta o essencial para ter uma vida digna que nada mais é do que estar vivo, com saúde, estar com a família e amigos. Quer  maior prazer do que poder levantar e ter tempo para se dedicar um filho (a), a esposa (o), a fazer algo que se gosta?
      Para encerrar esse meu humilde artigo, usarei uma frase de Pepe Mujica e em seguida os três últimos desejos de Alexandre o Grande no leito de morte.

“Eu não sou pobre, eu sou sóbrio, de bagagem leve. Vivo com apenas o suficiente para que as coisas não roubem minha liberdade.” (Pepe Mujica).

Quando, à beira da morte, Alexandre convocou os seus generais e relatou seus 3 últimos desejos:

    Que seu caixão fosse transportado pelas mãos dos médicos da época;
    Que fosse espalhado no caminho até seu túmulo os seus tesouros conquistados (prata, ouro, pedras preciosas...);
    Que suas duas mãos fossem deixadas balançando no ar, fora do caixão, à vista de todos.

Um dos seus generais, admirado com esses desejos insólitos, perguntou a Alexandre quais as razões. Alexandre explicou:

    Quero que os mais iminentes médicos carreguem meu caixão para mostrar que eles NÃO têm poder de cura perante a morte;
    Quero que o chão seja coberto pelos meus tesouros para que as pessoas possam ver que os bens materiais aqui conquistados, aqui permanecem;
    Quero que minhas mãos balancem ao vento para que as pessoas possam ver que de mãos vazias viemos.


      Aproveitem nosso bem mais precioso que é a vida. Valorize-a, e de valor também a dos animais, e a das pessoas, pois desde o momento que a tiramos tudo acaba alí. Dedique um tempo a quem você ama, diga as pessoas que são importantes para você que você as ama. Não se torne um escravo do Materialismo ou de uma profissão, VIVA!
                                                                                                                                 Edgard Brasil
Comentários com xingamentos, ofensas e qualquer tipo de agressão escrita que afete a integridade física e psicológica dos membros desse Blog, serão denunciados, bloqueados e removidos!

terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

Aedes Aegypti. O Maior Revolucionário do Séc. XXI

      Enquanto o século XX, foi marcado por vários mártires e revolucionários que deram suas vidas para conseguir direitos, direitos esses hoje que atingem a todos.  O século XXI vai sendo marcado por um monte de reacionário, sem memória, soberbos, amamãezados criados com todo conforto, luxo e que não viveram o Brasil de 15 anos atrás e que se quer são incapazes de discutir ideias, pois vivem em um mundo que só está um pouco melhor graças aqueles que deram suas vidas no passado e hoje são acusados de assassinos por terem lutado por um mundo melhor e mais igual.

       Diferentemente do século XX o XXI vem sendo marcado por um novo Revolucionário, o mosquito Aedes Aegypti, primeiro ele mostrou que tamanho não é documento, se mostrou dinâmico, venceu a crise ao lançar  três produtos no mercado que logo viraram sucesso afetando a todos: Zica vírus, Dengue e Chikungunya e ainda iniciou uma nova parceria que vem preocupando seus inimigos que é a Microcefalia. Além de tudo se mostrou contrário ao capital e ao suborno, afetando ricos e pobres independente de Classe social, Credo ou visão política. E ele não parou por aí, conseguiu superar a façanha  da Segunda Guerra Mundial no momento que o Capitalismo e o Socialismo se uniram contra o inimigo comum o Nazi-Facismo, conseguindo fazer o mundo todo atualmente, se reunir, independente de ideologia para combatê-lo. Não se contentando ainda, entra ano e sai ano ele vem se mostrando um assassino impiedoso e que não permite erros sendo implacável, levando os que cometem erros a morte, pelos simples fato de deixar água parada, superando assim em números de mortes ditadores renomados mundialmente.

      Ainda não deixando barato o Aedes Aegypti se mostra mais forte e resistente que os brasileiros, pois não desiste nunca se reinventando a cada ano!

Edgard Brasil
Comentários com xingamentos, ofensas e qualquer tipo de agressão escrita que afete a integridade física e psicológica dos membros desse Blog, serão denunciados, bloqueados e removidos!

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

Um estilo musical é o culpado pela degradação moral?

Já a algum tempo essa imagem vem percorrendo a internet:


Ao visualizá-la muitos irão logo recriminar um estilo musical, estilo provavelmente o Funk. Aos que compartilharam e compactuaram da ideia que me desculpem. Mas a degradação moral começa quando os pais se isentam de sua responsabilidade de educar seus filhos, o Estado no sucateamento da educação e a igreja passa a atuar em templos riquíssimos indo incomodar as pessoas em suas casas ao invés de estarem visitando os que realmente precisam dela, aquelas pessoas que estão sem emprego, morando em baixo de um viaduto, refugiados, os que se entregaram ao mundo das drogas entre outras coisas. Um estilo de música não muda ninguém, mas sim o erro na formação desse ser humano!

Edgard Brasil
Comentários com xingamentos, ofensas e qualquer tipo de agressão escrita que afete a integridade física e psicológica dos membros desse Blog, serão denunciados, bloqueados e removidos!

O MUNDO CONECTADO COM O LIVRE DA CAVERNA